quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Como Guardar o Sábado?


 

1. Qual é a primeira ordem do mandamento do sábado?

“Lembra-te do dia do sábado.” Êxo. 20:8

2. Qual é o dia do sábado? 

“O sétimo dia é o sábado.” Êxo. 20:10.

3. Para que propósito devemos lembrar-nos do sábado?

“Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.” Êxo. 20:8.

Através de toda a semana deve ser lembrada ou conservada em mente a santificação do sábado. Não devem ser feitos quaisquer contratos ou arranjos comerciais nem admitida maneira alguma de viver que impeça sua devida ou santa observância, ou com ela interfira. A guarda desse mandamento, portanto, é no interesse do santo viver em todo o tempo, e com vistas para isso. O mandamento em si envolve um dever, e deve ser observado através de toda a semana. Deve guardar-se o sábado quando ele chegar. O mandamento do sábado, portanto como todo outro preceito do decálogo, mas contrário à concepção de muitos, deve ser guardado a todo tempo, e não simplesmente num dia na semana. Devemos, neste particular, fazer distinção entre o sábado e o mandamento do sábado.

4. Quem santificou o dia do sábado?

“Portanto abençoou o Senhor o dia de sábado, e o santificou.” Êxo.20:11.

Deus santificou o sábado, fazendo-o santo; nós devemos santificá-lo, guardando-o como tal.

5. Que torna uma coisa santa?

A presença de Deus nela. Ver Êxo. 3:5; 29:43-46; Jos. 5:13-15.


6. A fim de santificarmos o sábado, então, que devemos reconhecer? 

A presença divina nesse dia; Sua bênção sobre ele; e Sua santificação também.

7. Quando, segundo a Bíblia, começa o sábado?

“E foi a tarde e a manhã o dia primeiro.” “E foi a tarde e a manhã o dia segundo” etc. Ver Gên. 1:S, 8, 13, 19, 23 e 31. A tarde começa “ao pôr do Sol.” Ver Deut. 16:6; S. Mat. 1:32; Deut. 23:11; I Reis 22:35 e 36; II Crôn. 18:34.

8. Reconhece a Bíblia este tempo como sendo o correcto começo e fim do sábado?

“Duma tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.” Lev. 23:32.

A grande vantagem da observância do sábado de acordo com o método bíblico de computar o tempo, isto ê, de pôr do Sol a pôr do Sol, sobre a sua observância segundo a contagem romana, ou seja, de meia-noite a meia-noite, está em que, pelo primeiro, a pessoa está acordada para dar as boas-vindas e as despedidas ao dia quando vem e se vai, enquanto pelo último, está' dormindo quando começa e termina o dia. Os métodos divinos são sempre os melhores. O pôr do Sol é o grande sinal natural para estabelecer a divisão do tempo em dias.

9. Que espécie de trabalho deve ser feito através da semana?

“Seis dias, trabalharás, e farás toda a tua obra.” Êxo 20 :9.

10. Deve qualquer dessa espécie de trabalho ser feita no sábado?

“Não farás nenhuma obra.” Êxo. 20:10.

Se o sábado deve ser santificado, o simples repouso físico num dia em cada sete não pode ser o grande objectivo da instituição desse dia. 

11. Como indica o Senhor, por meio do profeta Isaías, qual é a verdadeira observância dos sábado?

“Se desviares o teu pé do sábado, e de fazer a tua vontade no Meu santo dia, e se chamares ao sábado deleitoso, e santo dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falar as mas próprias palavras, então te deleitarás no Senhor, e te farei cavalgar sobre as alturas da Terra, e te sustentarei com a herança do teu pai Jacó; porque a boca do Senhor o disse.” Isa. 58:13 e 14.

“O tornar-se o sábado um deleite ou um fardo, depende inteiramente do espírito em que o homem o recebe. Em verdade o espírito do homem resolve a questão quanto aos benefícios que advirão de qualquer dever que ele possa cumprir. Alguém poderá não compreender por que seu vizinho deva preferir o parque ou a cancha de bola à igreja, simplesmente porque seu espírito seja diverso. Cultivou a natureza mais elevada até amar as coisas espirituais acima de todas as outras, e para ele o sábado é verdadeiro deleite. Chega-lhe até à alma cansada, como uma lembrança de Deus, e mais do que qualquer outro dia, leva-o para mais perto do Céu, em coração e em espírito.” - Sabbath Recorder, 12 de Dezembro de 1910.

12. Qual é o carácter divino, e como somente pode Deus ser verdadeiramente adorado?

“Deus ê Espírito, e importa que os que O adoram, O adorem em espírito e em verdade.” S. João 4:24. “
Esta é uma razão por que a tentativa de impor observância do sábado por meio de leis humanas de repouso obrigatório é completamente fora de propósito. Tais leis nunca podem produzir verdadeira observância do repouso sabático, porque ele é espiritual, e deve ser do espírito e do coração, e não negligente, formal nem orçado.

13. De que coisa Deus deu o sábado como sendo um sinal?

Para que Ele santifique o Seu povo, ou faça-o santo. Ver Êxo. 31 :l3; Ezeq. 20:l2; 14. 

14. Que sugere o “salmo e cântico para o sábado” como actos e temas adequados para pensamento e meditação no sábado?

“Bom é louvar ao Senhor, e cantar louvores ao Teu nome, ó Altíssimo; para de manhã anunciar a Tua benignidade, e todas as noites a Tua fidelidade; sobre um instrumento de dez cordas, e sobre o saltério; sobre a harpa com som solene. Pois Tu, Senhor, me alegraste com os Teus feitos; exultarei nas obras das Tuas mãos. Quão grandes são, Senhor, as Tuas obras! mui profundos os Teus pensamentos.” Sal.92:l-5.

15. Que declaram as obras de Deus?

“Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das Suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes.” Sal. 19:l-3. 

O desígnio divino é que o sábado dirija a mente dos homens para as Suas obras criadas, e por meio delas, a Ele, Criador. A própria Natureza fala-nos aos sentidos, dizendo-nos que existe Deus, Criador e Supremo Dirigente do Universo. O sábado, sempre apontando para Deus por meio da Natureza, serviria para manter o Criador constantemente na lembrança. Sua devida observância, portanto, deve tender a evitar a idolatria, o ateísmo, o agnosticismo, a infidelidade, a irreligião e a irreverência; e, sendo animador do conhecimento e temor de Deus, deve necessariamente ser desarraigador do pecado. Nisto se poderão ver o seu valor e importância.

16. Estava o sábado destinado a ser dia de adoração pública?

“Seis dias obra se fará, mas o sétimo dia será o sábado do descanso, santa convocação.” Lev. 23:3.

O termo convocação significa “reunião de pessoas,” e é sempre usado na Bíblia com referência a reuniões de carácter religioso.

17. Que exemplo da observância do sábado; deu Jesus?

“Entrou num dia de sábado, segundo o Seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler.” S. Luc. 4:l6.

18. Que mais fazia Jesus no sábado?

“E era sábado, quando Jesus fez o lodo e lhe abriu os olhos.” S.João 9:l4.

Grande parte do ministério de Cristo consistiu em milagres e actos de misericórdia realizados para alívio da humanidade sofredora; e não poucos ocorreram no sábado. Nesse dia, como nos demais, Ele “andou fazendo o bem.” 

19. Com que palavras justificou Jesus os actos de misericórdia no sábado?

“E por consequência, lícito fazer bem nos sábados.” S. Mat. 12:12.

Não pouco do ministério terrestre de Cristo foi devotado a erguer o sábado, e mostrar o carácter beneficente da instituição sabática. Não se destinava a ser um dia de tristeza, austeridade ou melancolia. Serviços de abnegado amor e misericórdia para com o homem e os animais são sempre lícitos no sábado. Lícito significa “de acordo com a lei.”

20. Que dia é especialmente indicado como sendo o de preparação para o sábado?

“E era o dia da preparação, e amanhecia o sábado" S. Luc. 23:54. Ver também Êxo. 16:22 e 23.
Para que o dia de sábado seja santificado ele precisa ser lembrado através de toda a semana; e no sexto dia, ou no dia antecedente ao sábado, deve ser feita preparação especial a fim de estarse pronto para dar as boas-vindas ao sábado e guardá-lo, quando chegar.

21. Como faziam os israelitas no deserto a preparação no sexto dia para o sábado? `

“E aconteceu que ao sexto dia colheram pão em dobro, dois gômeres para cada um.” Êxo. 16:22.

O sábado não deve ser um dia de trabalhos comuns, ociosidade ou divertimento, mas de repouso, reflexão, santo deleite, adoração e prestatividade. Deve ser o dia mais feliz, alegre e melhor de toda a semana. Assim deve ele ser tanto para os jovens como para os adultos. Muito cedo se podem ensinar às crianças as histórias da criação e da redenção, e serem elas levadas a passear pelas divinas obras da Natureza e, por meio delas, entreter comunhão com Deus. A preparação para o sábado, pois, é muito necessária para a sua devida observância. A bênção divina repousa tanto sobre os primeiros como sobre os últimos momentos do sábado; e, tanto quanto possível tudo deve estar preparado para que, na maneira indicada, o dia todo seja devotado a Deus e à humanidade. 

Ao fazer o sábado, Deus nele descansou e o santificou. Êxo.20:11. Quem, pois, guardar devidamente o sábado, pode esperar serem-lhe comunicadas à vida o repouso, bênção e santificação divinos.